sexta-feira, 19 de abril de 2013


Eu gostei de ti, acabei gostando de ti mais duque a mim mesma, e isso foi realmente um erro! Hoje eu passo e tu olhas, no fundo eu olho para ti e procuro o que fez querer-te tanto, não encontro.
Aqui dentro ainda existe um pouco de ti, são as lembranças, memórias, são o que restou de nós, o que restou de tanta ausência e amargura criada por um silêncio, que até hoje, não foi quebrado. Se me perguntarem se sinto falta, se sinto falta de ti, das conversas e das gargalhadas bem demoradas, eu vou dizer que sinto falta de tudo, tudo menos de voltar a ser aquela idiota que fez tudo por nós. Não foi um erro, foi uma escolha, porque os erros fazem-te arrepender ... as escolhas?! essas fazem-te crescer, fazem-te olhar pra trás e por vezes ter saudades duque foi e não voltou, mas fazem-te erguer, e seguir em frente mesmo que para trás tenha ficado um pouco de ti, e duque eras.
Hoje eu estou bem, não sou mais a mesma, talvez tenha mudado um pouco, talvez tenha mudado bastante, quem sabe esteja mais fria, ou mais distante, quem sabe eu hoje tenha outra pessoa, alguém que simplesmente esteja lá, quem sabe quem sou hoje, quando na realidade nem eu sei quem és tu.

Sem comentários:

Enviar um comentário